Antes de iniciar qualquer mudança em seu imóvel, existem alguns conceitos que devem ser esclarecidos para que não ocorram equívocos ao requisitar um serviço ou contratar um profissional do ramo. É comum que aconteçam erros, por exemplo, quando o proprietário não sabe muito bem as diferenças entre uma restauração ou uma reforma de imóveis.

Apesar de parecer em sinônimos, existe diferenças significativas entre os processos, as quais impactam diretamente no resultado final da sua casa ou apartamento. Veja a seguir um pouco mais sobre as diferenças entre essas técnicas:

Qual é o conceito de restauração?

Primeiramente, é interessante notar que restauração significa nada mais que reparar ou consertar algo desgastado pelo uso. Quando se trata de um imóvel, a técnica consiste em deixar a casa ou apartamento em perfeito estado, porém sem alterar sua originalidade.

De um forma clara, a restauração busca uma preservação do patrimônio original fazendo somente mudanças necessárias para seu bom funcionamento.

Tomemos como exemplo uma cadeira de 1920 que é levada a um restaurador: o profissional trocará parafusos e outras peças da cadeira que garantem que o bem ainda poderá ser utilizado suportando um determinado peso. Entretanto, seu estofado e sua madeira ainda aparentarão pertencer a 1920 – bem conservados e autênticos.

Assim, no caso de um imóvel, a fiação elétrica e as partes hidráulicas podem ser trocadas, mas nunca alterando seu estilo, design ou estética.

Saiba também as melhores de decoração para a sua casa clicando no banner abaixo!

Quais são as principais diferenças entre reforma e restauração?

Visto que a restauração possui uma certa complexidade em sua realização, podemos diferenciá-la da reforma por garantir maior liberdade nas mudanças.

A reforma consiste em fazer alterações em cômodos ou detalhes do imóvel que o proprietário achar pertinente. Assim, essa técnica não possui regras e pode, inclusive, alterar paredes, fachadas, materiais de construção e muitos outros aspectos do imóvel, resultando em um estilo parcial ou totalmente diferente do original. 

Se você está pensando em reformar a casa, baixe nosso material exclusivo para a reforma da sua cozinha clicando no banner abaixo!

Confira abaixo as principais diferenças nas características de uma reforma e de uma restauração

1. Identidade temporal e cultural

Com a principal função de manter a autenticidade, somente a restauração oferece suporte para preservar a identidade temporal e cultural de um espaço. Quando falamos de patrimônios tombados, por exemplo, são bens que possuem uma função social de preservar elementos históricos e culturais de uma determinada região e, por isso, necessitam de um cuidado especial.

O mesmo é válido para casas ou apartamentos que carreguem características históricas. Elas revelam estilos de vida do tempo em que forma construídas e servem como apoio de estudos da história e da sociologia.

Por essa razão, a restauração é ideal nesses casos e deve ser solicitada se o imóvel em questão pertencer a uma certa tradição que deve ser mantida.

Caso a intenção seja criar um novo espaço e permitir um imóvel mais aconchegante para os moradores, deve-se optar por uma reforma – salvas as exceções com interferência pública. 

Pensando em reformar a casa? Baixe nosso material exclusivo para a reforma da sua cozinha clicando no banner abaixo!

 

2. Técnicas específicas de conservação

Antes de qualquer restauração, uma pesquisa complexa se inicia: a que ano o imóvel pertence? Quem construiu? Qual o estilo e o design em questão? Por que usam-se determinados materiais? Por que possui determinada planta?

Diferentemente de uma reforma que busca o planejamento e o desenho de um novo imóvel, a restauração se baseia no que já foi feito para garantir maior proximidade com a obra original. Dessa forma, são meses de estudos para definir como recriar as técnicas tradicionais, muitas vezes ensinadas de gerações a gerações.

Quando tratamos, por exemplo, de livros, existem algumas técnicas de conservação como banho de gelatina ou laminação que buscam a maior durabilidade desses bens. Na arquitetura não é diferente, porém exige maior conhecimento e cuidado. 

Dica: 10 aplicativos de decoração para te ajudar na reforma

3. Qualificação do profissional

Outro detalhe a ser observado é que os profissionais destinados a cada uma dessas técnicas são bem diferentes.

O restaurador é preparado por um bacharel ou um curso técnico de conservação e restauro. Em contraponto, os profissional destinados a reforma são arquitetos, engenheiros civis ou ainda designers de interiores

Saiba também as melhores de decoração para a sua casa clicando no banner abaixo!

Vale a pena se atentar a esse ponto antes de iniciar as mudanças no seu imóvel.

Restauração ou reforma de imóveis: como escolher a melhor técnica?

Após compreender bem a função da restauração e reforma de imóveis, é hora de investir em um bom projeto e optar por qual o melhor caminho a seguir.

Se o imóvel ainda for novo e funcionar perfeitamente, decida por realizar uma reforma para criar novos espaços. Atente-se muito bem à estrutura original do prédio e conte com um profissional para fazer a planta: muitas questões de segurança podem estar em jogo durante uma grande reforma. 

Trace suas prioridades em relação aos cômodos da casa para saber qual área pode ser mantida e qual precisa de uma boa alteração e troca de mobília. 

Caso você goste da planta e do estilo do seu imóvel, mas entende que é necessário um check up por sua estrutura já antiga, opte por uma restauração. 

Dica: 8 erros de decoração que você deve evitar na sua casa

Tanto a reforma quanto a restauração pedem, muitas vezes, que a casa esteja desocupada e pode exigir um pouco mais de orçamento conforme o avanço do projeto. Por isso, conte com um planejamento e um cronograma antecipado. 

Como optar pelo profissional certo?

Antes mesmo de colocar seu projeto em prática, tenha certeza de que pode contar com profissionais especialistas no assunto. Conforme abordado acima, cada finalidade requer um tipo de qualificação para que o profissional possa aconselhar melhor sobre as mudanças no seu imóvel.

Quem nunca se deparou com uma notícia sobre uma restauração desastrosa? Um caso bastante famoso é do “Ecce Hommo” do santuário de Borja, na Espanha. Ou ainda, a restauração da Muralha da China, que não obteve sucesso ao se utilizar de recursos impróprios para a restauração. 

Por essa e muitas outras razões, é essencial ter indicações e procurar o profissional ideal para manter a harmonia e uma boa estética no seu imóvel, além da segurança. 

Esses são alguns pontos que podem auxiliar quem deseja realizar uma restauração ou reforma de imóveis. É interessante fazer uma vasta pesquisa antes de tomar qualquer decisão e escolher seu fornecedor.

Atente-se aos detalhes de segurança e à estrutura original do imóvel no caso de grandes reformas de imóveis. E se quiser saber mais sobre móveis planejados, veja nosso próximo artigo.

Para receber informações completas sobre imóveis e mobílias, deixe seu e-mail para assinar nossa newsletter e receber nosso conteúdo exclusivo!

Share: