Comprar móveis para a casa não é tarefa das mais simples. Não é algo que possa ser feito sem planejamento, simplesmente olhando catálogos ou se inspirando nos projetos das revistas de decoração, até porque o que funciona em determinado imóvel pode não funcionar em outro.

Cada imóvel tem um tamanho, cada residência tem suas necessidades, potencialidades e limitações e a mobília deve ser escolhida com base nisso, para que a casa fique bonita, organizada e bem decorada.

Além disso, os móveis precisam ser adequados ao estilo de vida dos moradores, incluindo seus hábitos e seus pertences. Se um morador coleciona miniaturas, por exemplo, é bacana que prateleiras, aparadores ou expositores sejam utilizados para guardar esses itens.

Da mesma forma, se a dona da casa tem muitos cristais e louças, um armário especial sob medida é a solução perfeita para guardar esses objetos com total segurança e praticidade, sem que a beleza do cômodo seja impactada negativamente.

A missão de comprar os móveis para casa é tão prazerosa quanto desafiadora. Para simplificar essa tarefa e te ajudar a escolher os móveis para seu lar doce lar, preparamos um guia com dicas incríveis. Boa leitura e ótimo aprendizado para você!

Qual a importância dos móveis da casa?

A mobília é um dos aspectos mais importantes da casa, afinal, os móveis assumem um papel crucial não apenas na estética da residência, mas também na funcionalidade e no conforto dos ambientes.

Os móveis são elementos capazes de promover a otimização do espaço, criar o efeito de  acolhimento e aumentar a sensação de bem-estar, tanto dos moradores quanto dos visitantes.

A mobília adequada deixa o imóvel mais bonito, preserva a área de circulação e potencializa a praticidade no dia a dia. Bons móveis são fáceis de limpar, tendem a ser mais duráveis, além de requererem menos manutenção.

Como se não bastasse, móveis bem escolhidos reforçam o estilo da decoração, tornando a casa mais harmônica e coerente. Móveis de madeira, por exemplo, têm tudo a ver com decorações rústicas. Mobília colorida, por sua vez, imprime arrojo e modernidade na decor. Já os móveis brancos e laqueados trazem classe e elegância para os projetos no estilo clean. Sendo assim, a mobília também é fator de personalidade, identidade e estilo.

Impossível pensar em decoração residencial sem pensar na mobília. Os móveis são fundamentais na hora de equipar e decorar a casa. Sem eles, os espaços ficam vazios e a utilização do ambiente fica comprometida. Imagine uma sala sem sofá ou uma cozinha sem armários. Não dá, né?

O que considerar antes de comprar os móveis?

Existem vários fatores a serem considerados antes de comprar ou encomendar os móveis da casa. Ao contrário do que muitos pensam, não basta ir até uma boa loja de móveis e escolher o material, a cor, o tipo de madeira, o puxador, o design e outros detalhes estéticos.

É indispensável escolher os móveis ideais para as suas necessidades, do tamanho e nas configurações que você precisa. Por exemplo, se você precisa de uma nova sapateira, antes de comprar o móvel, considere quantos pares de sapato, aproximadamente, você pretende acomodar.

Não adianta optar por móveis lindos, mas insuficientes, pouco funcionais e de tamanho inadequado. Veja a seguir tudo o que você deve considerar antes de comprar os móveis:

Tamanho

Nada de sair para comprar um móvel antes de medir o espaço no qual ele será instalado, entendido? Ao adquirir novos móveis para a casa, é indispensável avaliar a largura, a altura e a profundidade, primeiramente, para saber se o móvel cabe no cômodo e, em segundo lugar, para otimizar o aproveitamento do espaço.

Por falar em aproveitamento do espaço, não deixe de se atentar à preservação da área de circulação. Para que as pessoas possam se movimentar sem esbarrar na mobília, o mais indicado é que haja, no mínimo, 90 cm de distância entre um móvel e outro.

Utilidade

Quanto mais úteis e funcionais forem os móveis da casa, melhor! Itens supérfluos e meramente decorativos têm perdido lugar nos projetos modernos, ao passo que artigos funcionais, como estantes, armários e prateleiras, têm ganhado força.

Antes de comprar móveis, considere a utilidade das peças e avalie se elas são realmente necessárias no ambiente. Invista em itens multifuncionais, como cadeiras retráteis, sofás que viram cama, mesas adaptáveis etc.

Qualidade

Os móveis não são como as peças de enxoval, que podem ser trocadas a cada temporada. Eles são trocados com o passar dos anos.

Para evitar o transtorno de ter que trocar móveis relativamente novos e não correr o risco da mobília estragar na primeira mudança de casa, invista em móveis de qualidade. Vale a pena pagar um pouco mais por melhores matérias-primas e acabamentos de alto padrão.

No final das contas, isso representa uma economia, já que ao adquirir móveis duráveis, você deixa de gastar constantemente com consertos, reparos, reformas e novas compras.

Design

O design do móvel também precisa ser levado em conta. Ele tem que ser bonito e precisa dialogar com o estilo da decoração. Se o projeto é moderno, linhas retas e formas assimétricas ficam muito interessantes. Por outro lado, nos projetos clássicos, os cantos arredondados são bem-vindos.

Prime por uma estética que harmonize com seus gostos pessoais e combine com os outros elementos do cômodo, como tapetes, cortinas, almofadas, revestimentos, quadros, vasos, papéis de parede e por aí vai.

Quais são as principais tendências em móveis?

O universo da decoração é muito dinâmico e, todos os dias, surgem novidades encantadoras. São cores, formas, materiais e acabamentos variados, que prometem aliar beleza e funcionalidade na composição dos ambientes da casa.

Em 2016, algumas tendências estão fazendo o maior sucesso entre os especialistas em design de interiores e, também, entre os consumidores. Conheça essas tendências e veja quais delas mais te agradam:

Mobília planejada

Talvez, a maior tendência em móveis seja a mobília planejada. Os imóveis atuais estão cada vez mais compactos e, com o tamanho reduzido das casas e apartamentos, surge a necessidade de investir em móveis planejados para otimizar o espaço.

A falta de metros quadrados tem sido compensada por mobília estrategicamente planejada, que aproveita — com inteligência — cada cantinho da casa.

Laqueamento

Os móveis laqueados chegaram com tudo em 2016. Esse tipo de acabamento agrega sofisticação aos móveis. O laqueamento é um revestimento com laca, um tipo de resina vegetal aplicado às superfícies de madeira. O visual pode ser brilhante, acetinado ou fosco.

Móveis baixos

Os móveis suspensos permanecem em alta nas decorações residenciais, no entanto, móveis mais baixos, como mesinhas de centro e painéis com prateleiras e nichos mais próximos do chão também ganharam força no design de interiores. Os móveis baixos tornam a decoração charmosa e aumentam a acessibilidade nos cômodos.

Estilo escandinavo

Uma grande aposta do design de móveis é o estilo escandinavo. A mobília escandinava une funcionalidade e elegância em suas peças. Além disso, os móveis nessa proposta criam uma atmosfera simples e acolhedora, com suas linhas retas, materiais naturais, cores neutras e minimalismo típico.

Nos estofados, o estilo escandinavo traz a mistura de tecidos como linho, lã e algodão, geralmente em tons sóbrios, como branco, cinza, bege, preto e marrom.

Sustentabilidade

Nunca se falou tanto sobre sustentabilidade e consumo consciente quanto hoje. Esses conceitos também passam pela mobília da casa, tanto que a sustentabilidade é uma das maiores tendências da atualidade. Nesse sentido, matérias-primas sustentáveis, como a madeira de demolição, madeira de reflorestamento e o MDF e MDP, estão em alta.

Design retrô

Sabe aqueles móveis com um ar antiguinho, que parecem ter vindo diretamente das décadas passadas? Pois bem, eles podem ser usados tranquilamente nas residências modernas, desde que a mobília tenha a ver com o estilo e o conceito decorativo da residência.

O design retrô, as linhas curvas, estampas vintage e cores chamativas fazem parte das maiores tendências de 2016. O melhor de tudo é que essa tendência é muito versátil: pode estar na penteadeira do quarto ou no armário da cozinha. Não há limites para o estilo retrô!

Detalhes espelhados

Espelhos trazem luxo e requinte para os móveis, além de criarem a sensação de amplitude nos ambientes. As portas e as gavetas espelhadas fazem parte das tendências do ano, porém os espelhos tradicionais prateados estão dividindo espaço com os vidros reflecta e com os espelhos em tom de bronze.

Quais são os móveis ideais para cada cômodo da casa?

Cada ambiente da casa pede móveis distintos, sendo que a mobília dos cômodos deve sempre considerar as formas de uso do espaço. Aos poucos, a casa pode ser mobiliada, entretanto, os móveis básicos de cada espaço devem ser priorizados e adquiridos o quanto antes. Veja abaixo a lista de móveis para os espaços da casa:

Sala de estar

A sala de estar é um dos espaços mais especiais da casa. É nela que relaxamos após o dia de trabalho, mas é nela também que recebemos os amigos para conversar ou assistir a um bom filme. Por essas e outras, a mobília dessa parte da residência deve ser confortável. Invista em um sofá macio e aconchegante, mesa de centro, painel, rack e poltronas.

Clique no banner abaixo e receba gratuitamente nosso manual prático para decorar sua sala de estar!

Escritório/Biblioteca

Cômodos como escritório, sala de estudos, quarto de leitura e biblioteca devem favorecer a concentração. Priorize móveis como mesa, prateleiras e escrivaninha. Cadeiras confortáveis e ergonomicamente corretas também são bem-vindas.

Home Theater

Se você é um cinéfilo assumido e não dispensa sessões de cinema em casa, que tal mobiliar o home theater com estofados confortáveis e um belo painel para a televisão. Além da mobília, invista também em aparelhos eletrônicos modernos para otimizar o som e a imagem.

Sala de jantar

Para quem gosta de receber visitas, a sala de jantar é um espaço muito importante. A estrela desse ambiente é, sem dúvida nenhuma, a mesa. Apesar disso, as cadeiras também devem ser escolhidas com cuidado.

Os mais moderninhos podem, inclusive, mesclar os tipos de assento. Para complementar  esse ambiente, um armário no estilo buffet ou uma cristaleira são ideais para guardar vasilhames, taças, pratos e afins.

Cozinha

Chegamos ao ambiente da casa que pede a mobília mais funcional possível. Estamos falando da cozinha! Ela é, sem dúvida, a parte mais gostosa da residência, afinal, é na cozinha que as refeições são preparadas.

Esse cômodo da casa requer praticidade, higiene e organização. As bancadas devem ser laváveis e os armários com paneleiros e gaveteiros não podem ser dispensados. Quanto mais armários na cozinha, melhor!

Quarto de casal

O quarto de casal deve favorecer o descanso, o relaxamento, a privacidade e a intimidade do casal, além de facilitar tarefas diárias, como se vestir, se pentear e se maquiar. Guarda-roupa ou closet são indispensáveis, assim como cama, cabeceira e sapateira. Pufe longo aos pés da cama, penteadeira e criado mudo também são boas escolhas, desde que o quarto não seja muito pequeno.

Quarto Infantil

No quarto das crianças, cama e guarda-roupa são os móveis essenciais. As prateleiras para guardar livros e brinquedos também são importantes, assim como as mesinhas para que elas façam as tarefas de casa.

Para estimular a autonomia infantil, os móveis baixos são boas alternativas. Desse modo, as crianças podem pegar os objetos sem a intervenção dos adultos. Se você optar por esse tipo de mobília, é fundamental redobrar a atenção na organização para evitar que objetos perigosos fiquem ao alcance dos pequenos.

Área de serviço

Quem disse que as áreas de serviço não precisam de móveis? Elas precisam de, pelo menos, um armário para guardar materiais de limpeza, prendedores, panos e afins. Caso haja espaço disponível, vale a pena incluir armários planejados para colocar as roupas para passar. Assim, o espaço interno da residência é otimizado.

Hall de entrada/Corredor

No hall de entrada ou nos corredores, a inclusão de móveis não é obrigatória, porém aparadores e nichos deixam a decoração muito mais charmosa e caprichada. O resultado visual fica interessante quando cada ambiente tem uma mobília.

Varanda

A varanda deve ser um cantinho agradável da casa, para espairecer sozinho, ou até mesmo, conversar com os amigos. Esse espaço da casa merece um jogo de mesas e cadeiras no estilo rústico. Materiais naturais, como sisal e bambu, ficam adequados para o ambiente. Complemente a decoração com prateleiras ou jardins verticais.

Banheiro

Embora compacto e privado, o banheiro não deve ser negligenciado no que diz respeito à mobília. Esse espaço merece tanta atenção quanto os outros cômodos da casa. É recomendável que haja um armário sob a bancada/pia. Se possível, nichos e prateleiras também devem ser inseridos no ambiente.

Quais os erros mais comuns na hora de comprar os móveis e como evitá-los?

Na tentativa de acertar, muita gente acaba errando ao comprar os móveis. Se você não quer que isso aconteça contigo na hora da compra, conheça os maiores erros e fuja deles a todo custo:

Não medir o ambiente

Comprar móveis sem antes medir os espaços nos quais esses móveis serão colocados é um erro dos grandes! Para evitar esse tipo de erro, invista em móveis planejados ou tire as medidas (e anote-as) antes de visitar qualquer loja. Assim, você reduz as chances de comprar um móvel maior do que a parede ou pequeno demais para o ambiente.

Priorizar economia — e não a qualidade

É bom economizar, mas focar unicamente no preço é um erro, pois o barato pode sair caro. Pense que, se o móvel for durável, você não terá que gastar tão cedo com outra peça. Isso também é uma maneira de economizar.

Ser levado por modismos

Considere as tendências, mas não se deixe levar por modismos. Tome cuidado, pois nem sempre o que está na moda combina com você. É melhor inserir toques de moda nos detalhes e optar por uma mobília atemporal, que é sempre mais elegante e versátil.

Colocar os móveis muito próximos uns dos outros

Parece uma escolha inofensiva, mas colocar os móveis muito perto uns dos outros é um erro grave, já que afeta a circulação de pessoas. Como já mencionamos, o recomendado é manter uma distância mínima de 90 cm entre eles.

Nesse sentido, também é indicado que não sejam colocados muitos móveis no espaço. O excesso de mobília afeta o trânsito de pessoas e pode deixar a decoração over.

Desconsiderar a idade e o estilo de vida dos moradores

Outra gafe é desconsiderar a idade e o estilo de vida dos moradores. Tudo bem você gostar de estofados claros de camurça, mas será que é uma decisão acertada comprar um sofá branco quando há crianças e pets em casa? 

Não se atentar às proporções

Um  erro gravíssimo consiste em não se atentar às proporções, escolhendo móveis muito grandes para espaços pequenos e vice-versa. A questão aqui não é só de caber ou não caber, é de comprometer a harmonia do ambiente.

Móveis grandes demais podem poluir o visual e prejudicar a área de circulação, enquanto móveis muito compactos podem deixar o espaço vazio, sem vida e sem equilíbrio.

Usar móveis de estilos diferentes sem nenhum critério

Misturar referências e influências é permitido, desde que as peças fiquem equilibradas juntas. O que não vale é fazer misturas sem critério,  pois isso gera uma confusão no estilo e no conceito da decoração.

Por que comprar móveis planejados?

Não faltam boas razões para comprar móveis planejados, afinal, a mobília planejada oferece muitas vantagens, incluindo a praticidade, a qualidade, a personalização, o custo-benefício, o potencial decorativo e a otimização do espaço. Continue a leitura e encontre motivos reais para investir em móveis sob medida para a sua casa:

Praticidade

Móveis planejados são, inegavelmente, mais práticos. Por serem projetados de acordo com as necessidades do ambiente e dos moradores, eles são capazes de simplificar a rotina.

Qualidade

Móveis planejados, geralmente, possuem materiais e acabamentos de melhor qualidade, sendo, portanto, mais duráveis. Os móveis planejados são resistentes e, ainda que o preço seja mais elevado, a qualidade compensa.

Personalização

A personalização é uma das principais razões para investir em mobília planejada, uma vez que esses móveis são feitos nas cores, nos materiais e nos modelos que você deseja. Além disso, ficarão exatamente no lugar que você sonha.

Custo-benefício

Recorrer aos móveis planejados é uma decisão que oferece excelente custo-benefício. Ao contrário do que muitos pensam, a mobília planejada pode ser muito econômica em médio prazo. Como a mobília planejada é mais durável, o investimento é vantajoso. Além disso, o pagamento é facilitado.

Potencial decorativo

Os móveis planejados têm maior potencial decorativo. Esteticamente mais bonitos, eles podem ser produzidos em cores e em materiais diferenciados. A mobília pode contar com novidades, como o laqueamento, a fórmica, o aço escovado ou, até mesmo, com o uso de MDF em projetos com design arredondado.

Otimização do espaço

Tem pouco espaço disponível? Saiba que os móveis planejados minimizam esse problema, pois otimizam cada cantinho do imóvel e fazem a casa parecer maior do que realmente é. No quesito aproveitamento de espaço, a mobília planejada é nota 10.

Como você bem viu, comprar móveis para a casa não é uma missão simples. Ela envolve muitos detalhes que fazem toda diferença no projeto decorativo da residência e, consequentemente, no dia a dia dos moradores.

Ao mobiliar a casa, é preciso escolher peças que se adequem aos seus gostos pessoais, ao estilo da decoração e, sobretudo, às suas necessidades. Antes de comprar um armário porque ele é bonito ou porque é barato, avalie se o tamanho, o modelo e o material correspondem às suas expectativas e atendem às necessidades do espaço.

Na maioria das vezes, o custo-benefício de um móvel planejado é bem mais vantajoso do que o custo-benefício de um móvel pronta entrega. Fica a dica!

Comprar um móvel não é como comprar uma roupa. Se você deixa de gostar da peça ou se percebe que ela não é tão boa como você imaginava, não é fácil substituir —  não sem ter que investir novamente. Sendo assim, pense bem antes de levar novos móveis para sua casa.

E aí, gostou do nosso guia para acertar na compra de móveis para sua casa? Vai colocar nossas dicas em prática na hora de mobiliar a sua residência? Compartilhe suas opiniões conosco nos comentários.

Ah, e se você quiser receber outras dicas e novidades de decoração em primeira mão, assine a nossa newsletter.

Share: