Você quer saber mais sobre decoração de ambientes e sobre o que é tendência atualmente? Se você gosta de cinema, saiba que é possível tirar várias ideias legais e inspirações dos seus filmes favoritos! Dá para transformar a sua casa apenas usando referências muito bacanas de algumas obras do cinema.

Com certeza, você e sua família já devem ter assistido a alguma das produções cinematográficas que citaremos neste post. Se você achar que vale assistir mais uma vez, aperte o play e veja com olhos mais críticos e atentos para tirar o máximo de informação sobre a arquitetura e a decoração dos cenários.

No entanto, se você ainda não viu alguns, prometemos não dar spoiler, combinado? Aqui você vai aprender a ir além dos simples pôsteres e artigos decorativos temáticos de grandes filmes da história do cinema para repaginar de verdade os ambientes.

Você conseguirá, com as nossas dicas, pegar bons referenciais de épocas diferentes e decorar a sua casa de uma forma bem original. Ficou interessado e está preparado para se inspirar com a sétima arte? Então, luz, câmera: ação!

Quais são os filmes para inspirar a decoração da casa?

Quando o assunto é decoração da casa, as ideias são inúmeras e essa se torna uma atividade prazerosa e até mesmo divertida, não é verdade? No caso de se inspirar em alguns filmes para redecorar certos ambientes, você tem a chance de incluir os seus gostos pessoais e esses artifícios te fazem se sentir ainda mais “em casa”.

Foi pensando justamente nisso que selecionamos 17 ótimos filmes que, além de terem feito sucesso nos cinemas mundo afora, também trazem decorações incríveis, dignas de serem usadas como alusão para projetos de design de móveis e interiores. Confira quais são eles e extraia as ideias que mais gostar:

1. Julie & Julia (2009)

A linda história da famosa cozinheira Julia Child é narrada pela perspectiva de uma jovem nova-iorquina, Julie Powell, que decide testar todas as suas receitas (mais de 500), em apenas um ano, postando as suas experiências gastronômicas na internet, em seu blog.

Só de falar que a história envolve cozinha você já pode notar que o longa-metragem oferece diversas inspirações para esse tipo de ambiente da casa. O espaço apresenta estilos diversos de decoração, indo do francês da década de 1940 até detalhes mais atuais, que aparecem no apartamento de Julie: tudo simples, mas muito aconchegante.

Aliás, são os detalhes que vão prender a sua atenção! As frigideiras de diferentes tamanhos penduradas na parede, por exemplo, são um charme — você pode reproduzir isso na sua cozinha sem dificuldades. Basta escolher os modelos certos e compor o conjunto de forma harmoniosa na sua parede.

Julie & Julia : foto
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+
  • LinkedIn

Fonte: bit.ly/2i9XViO

Julie & Julia
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+
  • LinkedIn

Fonte: bit.ly/2iP2sIg


2. O Diabo veste Prada (2006)

Passando da cozinha para o home office, no filme “O Diabo Veste Prada” você também terá boas inspirações para a decoração da casa! Em primeiro lugar, não tem como não se apaixonar pelo poderoso escritório de Miranda Priestly (Meryl Streep)!

A famosa editora de uma das maiores revistas de moda do mundo tem um espaço digno de Nova York, com tons claros, muita luz e combinações de quadros conceituais. Tudo isso cria um ar bem sofisticado e profissional que todo home office pede.

Aliás, por falar em tons claros e luminosidade, o cenário desse filme ganha nota dez. Caso você não saiba, o loft usado para as gravações das cenas é real e fica no sexto andar de um edifício histórico — do início da década de 1880 —, entre os bairros nova-iorquinos SoHo e Nolita.

Os andares foram convertidos em lofts, mas mantiveram alguns detalhes clássicos da construção original — como os espaços amplos, o pé-direito duplo, as janelas enormes, a luz natural e as colunas neoclássicas.

O Diabo Veste Prada : Foto David Frankel, Meryl Streep
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+
  • LinkedIn

Fonte: bit.ly/2iA9ymq


3. O grande Gatsby (2013)

Pulando do moderno clean para os anos dourados da década de 1920, temos os cenários luxuosos do filme “O Grande Gatsby”, estrelado por Leonardo DiCaprio em sua mais recente versão — também existe outra adaptação, de 1974.

A trama, que foi inspirada no romance do americano F. Scott Fitzgerald, se passa também em Nova York, em meio ao jazz, ao contrabando e a uma decoração bastante sofisticada. Nos cenários, você consegue perceber os tapetes e lustres requintados, bem como os papéis de parede que fizeram sucesso na época.

Além disso, as cenas mostram as poltronas em couro, que davam um efeito sofisticado à decoração. Então, como hoje é possível mesclar vários estilos em um mesmo ambiente, você pode tirar várias referências dos anos 20 para a sua casa sem abandonar outras ideias.

O Grande Gatsby
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+
  • LinkedIn

Fonte: bit.ly/2j4iSMa


4. Qual seu número? (2011)

A comédia romântica “Qual Seu Número” dá um show de decoração, principalmente no apartamento da protagonista da história, a trintona Ally Darling (Anna Faris). O estilo é mais romântico-moderno, com uma mistura leve de cores como o branco, o turquesa, o verde-água e o amarelo.

Quanto aos objetos e estofados estampados, você nota um mobiliário mais provençal, que combina com as paredes de tijolinhos — uma grande tendência —, tanto pintados de branco quanto crus.

Uma das peças mais apaixonantes do cenário é a cama de ferro da personagem, além, é claro, dos eletrodomésticos e outros móveis. Se você está curiosa para saber do que se trata o filme, Ally descobre, por meio de um artigo de revista, que mulheres com mais de 20 relacionamentos têm dificuldade em achar um marido. Como já teve 19 amantes, ela começa a fazer de tudo para encontrar o homem certo. É bem divertido!

Qual seu Número?
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+
  • LinkedIn

Fonte: bit.ly/2hSEeOK


5. Sex and the City 2 (2010)

Se você é apaixonada pelo seriado de TV “Sex and The City” e já sonhou, pelo menos uma vez na vida, em morar no pequeno apartamento de Carrie Bradshaw em Manhattan, vai pirar com o novo lar da protagonista e do seu amado Mr. Big no segundo filme da série.

A pegada é mais moderna e o apartamento do casal é uma gloriosa cobertura na ilha de Manhattan, com algumas inspirações do século 18. Há uma mistura de texturas e paletas de cores, que unem tons neutros com outros mais vivos, deixando o ambiente mais quente.

Aliás, uma das coisas que mais chama a atenção é o lustre de metal envelhecido da sala de jantar, que contrasta com os móveis branquinhos, e também o closet de Carrie, que traduz com perfeição a sua paixão pela moda.

SEX AND THE CITY 2
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+
  • LinkedIn

Fonte: bit.ly/2hSWzvd


6. O fabuloso destino de Amélie Poulain (2001)

Sabe aqueles filmes fofinhos, com uma produção extremamente artística? Assim é a história da jovem parisiense Amélie, no filme “O fabuloso destino de Amélie Poulain”. Assim como Carrie Bradshaw — da dica de filme anterior —, ela também mora sozinha em seu apartamento no subúrbio de Paris, que conta com uma decoração peculiar.

Amélie tem uma personalidade bastante diferente e passa o tempo tentando melhorar a vida de todos com pequenos gestos e detalhes. Isso é transmitido também no cenário, que trabalha inspirações retrô e muito tons de vermelho e verde.

É uma ótima referência, por sinal, para quem quer deixar um ambiente confortável usando poucos recursos. Além disso, a música da trilha sonora não sairá da sua cabeça por dias!

O FABULOSO DESTINO DE AMÉLIE POULAIN
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+
  • LinkedIn

Fonte: bit.ly/2iPANqN


7. Meia-noite em Paris (2011)

Como fazer uma lista de filmes e deixar as produções de Woody Allen de fora? Impossível! Além de fazer um passeio turístico pelos principais locais de Paris, com o filme que selecionamos você se apaixonará pela decoração francesa da Belle Époque — década de 20.

Allen aproveita bastante os cenários reais e emblemáticos de Paris, como restaurantes, ruelas, escadarias, parques, pontes e livrarias. No entanto, o que mais chama a atenção é a luminosidade tênue, que permeia o bucólico e o romântico.

Então, desse filme você pode aproveitar algumas referências como o ferro envelhecido (dos postes), o rosé dos papéis de parede e as luminárias de cristais e franjinhas.

Meia-noite em Paris
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+
  • LinkedIn

Fonte: bit.ly/2iIvUma


8. A garota dinamarquesa (2016)

Apesar de ser um filme mais atual, com “A Garota Dinamarquesa” nós também viajamos para uma ambientação dos anos 1920, quase na década de 1930. A história, que fez sucesso nos cinemas esse ano — e que trouxe temas polêmicos —, trata da liberdade, tanto de gênero, quanto de identidade e estilo.

É exatamente nisso que devemos pensar também quando estamos decorando nossa casa, certo? O drama, que conta a história de Einar Wegener, a primeira pessoa a fazer uma cirurgia de mudança de sexo no mundo, revive toda a suntuosidade do Art Nouveau, estilo que predominou tanto na arquitetura quanto na decoração da época.

São muitas cores da natureza, evidenciando tudo aquilo que era novo para a época, principalmente com relação ao período industrial. Se você quiser reproduzir algo nessa linguagem, aposte em papéis de parede que trazem esses elementos, abandonando um pouco os tons sóbrios e as linhas retas.

A garota dinamarquesa
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+
  • LinkedIn

Fonte: bit.ly/2iAFwin


9. Simplesmente complicado (2009)

Mais uma produção com Meryl Streep, “Simplesmente Complicado” também apresenta um ambiente bastante confortável, aconchegante e mais perto da nossa realidade. As principais alusões decorativas vêm da cozinha e da sala de estar, que misturam tonalidades sóbrias e fortes, como o marrom, o azul, o laranja e o branco.

A decoração da casa, aliás, é bem “família”, com texturas amadeiradas, que remetem um pouco àquelas casas de campo, onde todo mundo se reúne para bons momentos.

No cenário, você também percebe panelas penduradas nas paredes como itens decorativos — e utilizáveis —, além de lustres pendentes muito charmosos. No entanto, o que mais chama a atenção é a banheira clássica do banheiro da casa! Você gosta?

Simplesmente Complicado
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+
  • LinkedIn

Fonte: bit.ly/2iAJdnY


10. Histórias cruzadas (2011)

Mais um filme ambientado nos Estados Unidos, “Histórias Cruzadas” é um drama bastante sério, que discute os direitos civis dos anos 1960 sob a visão de empregadas domésticas negras. Apesar de toda a denúncia social representada e da discriminação racial, a produção é amenizada por cenários incríveis, com o estilo vintage que conhecemos e admiramos tanto.

São muitas ideias decorativas, que unem tons pastéis de utensílios e pisos coloridos, papéis de parede, cômodos com tijolinhos aparentes, molduras à moda antiga e um mobiliário totalmente retrô. Quem gosta desse estilo de decoração terá muitas inspirações com o filme e, de quebra, vai ter oportunidade de refletir sobre temas sociais importantes.

Histórias Cruzadas
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+
  • LinkedIn

Fonte: bit.ly/2iE0s5T


11. Bonequinha de luxo (1961)

Um clássico! Bonequinha de Luxo é praticamente um filme obrigatório para quem gosta de cinema. E não é para menos, já que, além da atuação maravilhosa de Audrey Hepburn, os cenários dão um show de bom gosto em plena década de 1960.

O estilo, aliás, fez tanto sucesso na época, que é copiado até hoje: o figurino, a decoração do apartamento de Holly — a personagem interpretada por Audrey —, os acessórios excêntricos e os elementos clássicos demonstravam a forte personalidade da socialite que vivia em busca de um marido.

Os destaques vão para o sofá-banheira de Holly, talvez uma das peças mais marcantes, que virou moda na época. Muita gente comprou um móvel desses para colocar em casa!

Além dele, outros objetos viraram itens decorativos, como malas antigas, caixotes de madeira servindo de mesa de centro e por aí vai. É inegável o charme especial desse clássico cinematográfico!

BONEQUINHA DE LUXO
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+
  • LinkedIn

Fonte: bit.ly/2hSSaZf


12. Sob o sol da Toscana (2003)

Já passamos pelos Estados Unidos, pela França e agora vamos parar na Itália, mais especificamente na região da Toscana. A trama conta a história de uma escritora que compra uma velha casa de campo após o divórcio. Ela espera começar uma nova vida nas terras italianas, se encanta e se envolve com a reforma da casa.

A construção, bastante rústica, com móveis antigos, paredes largas e janelas de madeira, aos poucos vai tomando forma e se tornando habitável. O ambiente é bastante romântico, principalmente com a presença de plantas e árvores frutíferas na parte externa da casa. Essa área, aliás, traz várias ideias gostosas, como os banquinhos de madeira e a forma como o jardim foi naturalmente moldado.

Sob o Sol da Toscana
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+
  • LinkedIn

Fonte: bit.ly/2hRoI7F


13. Homem de ferro (2008)

Essa dica de filme é um pouco diferente das anteriores, já que traz um gênero de ação dos quadrinhos. Acontece que o “Homem de Ferro” é uma ótima referência de decoração moderna, tecnológica e minimalista. O gênio bilionário, que vive de forma luxuosa em sua mansão, dá várias inspirações de como deixar a casa chique com poucos elementos.

A parte boa é que você não precisa ter toda a fortuna de Tony Stark (Robert Downey Jr.) para decorar a sua casa dessa maneira. É só investir em tons claros, muito vidro, linhas retas e objetos decorativos mais discretos.

HOMEM DE FERRO
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+
  • LinkedIn

Fonte: bit.ly/2hSSx6b


14. Deus da carnificina (2012)

O mais recente filme de Roman Polanski traz uma história que se passa praticamente dentro de um apartamento. Por isso, é possível coletar muitas ideias e detalhes da decoração, principalmente da sala.

Nele você encontra várias obras de arte, livros compondo o ambiente — tanto na estante quanto na mesa de centro —, além de mantas e almofadas no sofá, que deixam o espaço muito aconchegante. É outro exemplo de cenário cinematográfico que consegue ser facilmente trazido para a realidade da sua casa!

Deus da Carnificina
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+
  • LinkedIn

Fonte: bit.ly/2iEcf4c


15. Frida (2002)

Para fugir um pouco do clássico europeu e do moderno, você pode apostar também no estilo alegre e colorido contido no filme que conta a história da famosa artista mexicana Frida.

Essa ainda é uma ótima oportunidade de aprender um pouco sobre sua trajetória e sobre arte, uma vez que o filme apresenta várias passagens importantes da história da arte e mostra como a artista conseguia marcar sua atitude e vivência em autorretratos e composições intensamente vivas.

A presença do azul e do amarelo chama bastante a atenção, além de elementos artesanais, tecidos estampados e muitas referências religiosas, que deixam a decoração bastante charmosa e aconchegante.

FRIDA
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+
  • LinkedIn

Fonte: bit.ly/2iEdVdT


16. 500 dias com ela (2009)

Se você gosta muito de decoração romântica, outro filme bom para buscar inspirações é “500 dias com Ela”, que apresenta um apartamento todo azul e branco, traduzindo muito bem o estilo da personagem Summer (Zooey Deschanel).

Além das cores, você pode tirar ideias das peças vintage, como a penteadeira da garota e a sua cabeceira, com aquele toque adolescente de luzinhas de natal.

Mais uma ideia bacana do filme é a parede-lousa, que se encontra no quarto do personagem Tom (Joseph Gordon Levitt), que faz o par romântico com Summer no enredo. É um tipo de decoração que pode ser aplicado tanto nesse cômodo da casa, quanto na cozinha!

(500) DIAS COM ELA
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+
  • LinkedIn

Fonte: bit.ly/2hSZVOX


17. Cinquenta tons de cinza (2015)

Dentro da mesma linguagem do filme “Homem de Ferro” (apenas no quesito decoração, é claro), você encontra ótimas referências modernas, luxuosas e minimalistas em “Cinquenta tons de cinza”. O filme foi um grande sucesso, especialmente pela trilogia dos best-sellers escritos pela autora E. L. James, que deram origem à produção cinematográfica.

A decoração da casa do poderoso Christian Gray (Jamie Dornan) tem um ar cosmopolita, clean e arejado. Tudo branquinho, limpo, sem muita mobília e com obras de arte bem selecionadas. A mansão, por outro lado, contrasta bastante com a casa simples de Anastasia Steele (Dakota Johnson), que tem mais ou menos o estilo solitário de outras personagens que já listamos aqui.

Cinquenta tons de cinza
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+
  • LinkedIn

Fonte: bit.ly/2hREFul


Como colocar as ideias em prática?

Depois dessa chuva de ideias que te demos com as dicas de filmes, você deve estar pensando: como vou colocar tudo em prática? O melhor é começar definindo o que você mais gostou, e qual — ou quais — estilo você quer utilizar.

Depois disso, é só usar a criatividade, colocar a mão na massa e adaptar os seus ambientes com ótimas referências da telona. Algumas dicas, porém, vão te guiar melhor nessa empreitada. Veja quais são elas:

1. Integre elementos do filme na decoração do ambiente

Você não precisa, necessariamente, copiar tudo o que viu no filme. Se quiser fazer isso e dispor de todos os recursos necessários, ótimo! No entanto, como esse nem sempre é o caso, vale integrar apenas alguns elementos do cenário cinematográfico na sua decoração.

Para o caso dos estilos mais clássicos, hoje é possível garimpar ótimos objetos — e até mesmo móveis — tanto na internet quanto em antiquários e brechós. Pesquisar esses itens é uma delícia e, se você quiser, também é possível encontrar lojas que produzem produtos novos, nos estilos mais antigos. Afinal, a pegada retrô tem voltado com força total — marcas, decoradores e arquitetos têm investido muito nisso.

2. Componha o ambiente com apenas uma dose de inspiração

Por mais que você não consiga encontrar aquele sofá idêntico, aquele lustre ou aquela tonalidade exata do cenário do filme, é interessante apostar apenas em inspirações. Quem entende de cinema ou já assistiu à produção em questão, certamente vai entender a referência da sua decoração, acredite!

Algumas ideias, por vezes, vêm apenas de detalhes e não do cenário como um todo. Pode ser aquele objeto que você notou em cima da mesa da personagem, um quadro, um estilo de janela, e por aí vai.

Apesar de ser tudo ficção, você consegue trazer bastante coisa para a realidade, de forma prática. No entanto, vale lembrar que o sucesso da sua decoração está no equilíbrio: inspire-se na sétima arte sem copiar tudo ao pé da letra.

3. Escolha apenas um ambiente da casa para decorar

Outra dica interessante é escolher apenas um cômodo da sua casa para aplicar o estilo desejado. Você não precisa deixar a casa inteira com o visual do filme! Se você quiser, aliás, pode decorar cada ambiente inspirado em uma produção diferente. Que tal?

Considere apenas as dimensões do local para não tornar o espaço inutilizado. Lembre-se de que a praticidade necessária para seu cotidiano deve prevalecer, bem como o estilo de quem mora com você!

E então, você gostou das dicas contidas nos filmes que selecionamos para decoração da casa? Una o útil ao agradável e retire ótimas ideias enquanto relaxa e se diverte assistindo aos filmes. Garantimos que você vai ter resultados lindos nos ambientes da sua casa e que sua família vai adorar.

Só tome cuidado para não focar somente na cenografia e se perder no enredo do filme, ok? Se você quiser mais dicas sobre o assunto, é só assinar a nossa newsletter para receber várias novidades em primeira mão!

Share: