Você já ouviu falar sobre o Instituto Pantone? Muita gente não sabe, mas, anualmente, ele faz pesquisas de mercado ao nível global para determinar quais serão os tons que vão ficar in voga em diversos segmentos, como a moda, a publicidade visual e o design de interiores. Aliás, para esse último, há um relatório completo elaborado com 72 cores Pantone divididas entre 8 paletas que vão marcar as principais vertentes decorativas e estar em projetos de arquitetos, designers e decoradores em todo o mundo.

São elas: a classico, a cravings, a paradoxical, a musings, a proximity, a syncopated, a cherish e a meanderings. No entanto, para 2019, são justamente as duas primeiras cartelas que prometem roubar os holofotes devido à dualidade contrastante que têm entre si.

Pensando nisso, vamos falar um pouco mais sobre ambas e quais as principais tonalidades em cada uma delas para você se inspirar na hora de decorar os ambientes do seu lar e deixá-los antenados com as tendências no ramo. Acompanhe!

Cravings

A paleta cravings traz cores vívidas, intensas e que, em muitos casos, remetem a diferentes tipos de alimentos, especialmente os doces e os apimentados. O motivo disso é que ela tem o intuito de, em um mesmo ambiente, mesclar tons que promovem estímulos sensoriais e despertam memórias positivas. Com isso, o lar se torna mais alegre e familiar. Confira algumas delas.

Dica: Como usar cores fortes na decoração sem deixar o ambiente carregado?

Bege butterum

O bege butterum é uma das cores Pantone que remete aos doces, como os macarons. Por isso, apesar de luminoso e chamativo, é um tom suave, agradável e capaz de estimular a liberação de endorfina e serotonina no nosso organismo — hormônios responsáveis por combater o estresse e aumentar a sensação de felicidade e paz interior.

Marrom capuccino

Por sua vez, o marrom capuccino é uma referência direta a essa bebida que tem tantos adoradores ao redor do país. Não é para menos que a intensidade e a vibração dela são mais elevadas do que as demais da cartela cravings, o que ajuda a transformar o cômodo em que é aplicada em um lugar propício à realização de atividades que demandam atenção redobrada, como é o caso da cozinha.

Vermelho pimenta caiena

O vermelho pimenta caiena, por outro lado, é ideal para a criação de recintos dinâmicos, alegres e cheios de vida — e não é para menos. Afinal, ela é uma cor enérgica e que vai muito bem com a primavera e o verão. Justamente por essas características, essa nuance é indicada para áreas abertas e externas, como varandas, quintais e terraços. 

Um guia definitivo para auxiliar por onde começar um planejamento de decoração,
como decorar cada cômodo da casa e quais erros devem ser evitados. Clique no banner e confira!

Verde grassy

O verde grassy vai bem não só para ambientes externos, mas, principalmente, internos, pois a sua tonalidade de grama promove uma conexão com a natureza — o que reforça o papel dela para o nosso bem-estar físico e mental. A razão disso é que, segundo a psicologia das cores, a exposição prolongada a qualquer nuance de verde é capaz de tranquilizar e relaxar as pessoas.

Laranja flamingo

O laranja flamingo é o resultado de uma mistura intensa entre o vermelho, o rosa e o laranja. Por isso, é uma cor versátil, alegre e que aguça a animação e a inquietude humanas. Ela é uma boa opção, por exemplo, para locais que têm o fluxo constante de pessoas, como corredores, salas de estar e hall de entrada.

Classico

A paleta classico, por sua vez, é o oposto da primeira. Aqui, o foco são as tonalidades sofisticadas e atemporais. São cores sóbrias e majoritariamente quentes que promovem a sensação de aconchego, conforto e luxo.

Preto caviar

A primeira é, claro, é o preto caviar, que tem como principais aspectos o tom fosco e onipresente. É uma cor que ao longo da história, especialmente entre os séculos XV e XVIII, foi associada à riqueza e à grandeza. Além disso, ela remete ao minimalismo e à discrição e pode ser usada para destacar os detalhes dos cômodos, como a mobília, os utensílios domésticos e os objetos decorativos.

Dica: Parede de lousa: tudo o que você precisa saber

Dourado rico

Já o dourado rico, que faz analogia ao ouro, é uma tendência que se mantém em alta entre as cores Pantone, especialmente quando o assunto são itens decorativos (como luminárias, espelhos, vasos, quadros, relógios etc.). Isso porque ela é uma tonalidade forte que serve para criar pontos de destaque nas residências trazendo dinamismo, brilho e vida para eles. Não é à toa que harmoniza tão bem com o preto caviar.

Caramelo café

Fora o preto e o dourado, outra tonalidade marcante é o caramelo café, um tom de marrom que remete à terra e à madeira — elementos conhecidos no design de interiores por promoverem a sensação de acolhimento e segurança. É uma cor excelente, por exemplo, para os quartos (sejam eles dos moradores da casa, sejam eles para as visitas), já que induzem as pessoas ao relaxamento pelas características que tem. 

Branco cisne

Por se tratar de cores clássicas, como o próprio nome da paleta sugere, era de se esperar que não faltasse o branco nessa cartela. Contudo, a tonalidade apresentada pela Pantone surpreende por ser uma nuance de off-white — isso é, um branco amarelado, quase creme. A razão disso é que ela traz a neutralidade para os cômodos sem deixá-los apáticos ou excessivamente claros aos olhos.

Vermelho borgonha

Por fim, há o vermelho borgonha, uma variante de vinho, que traz requinte e suntuosidade a qualquer ambiente. Por ser uma cor que flerta, simultaneamente, com o tradicional e o moderno, ela pode ser aplicada em diferentes estilos de décor, como cottageprovençal, vintage, boho e contemporâneo, sem perder suas características e a capacidade de incitar calmaria e bem-estar.

Como você viu, as cores Pantone que vão estar em alta durante todo o ano de 2019 prometem ambientes únicos e cheios de personalidade que se dividem entre a sobriedade e a intensidade. Por isso, não deixe de escolher a paleta que mais o agrada e explore com criatividade todos os tons dela em seu lar!

E já que falamos sobre diferentes tonalidades neste post, aproveite para mais sobre o Rosa Quartz: da passarela para casa.

Share: