Apartamentos compactos, ambientes sem divisórias e integrados: tudo isso faz parte da arquitetura atual e são tendências que vieram para ficar. Além de ser uma forma bem charmosa de otimizar o espaço, é uma maneira de promover uma convivência mais próxima entre as pessoas que moram na casa. É também uma boa alternativa para quem gosta de receber amigos e familiares.

Já pensou em ter uma sala de jantar integrada com a cozinha? Os dois ambientes formam o casamento perfeito, afinal, é nesse cômodo tão especial e aconchegante que todas as refeições são preparadas, fazendo jus ao título de melhor lugar da casa.

É lá que as refeições são preparadas e as conversas acontecem de forma mais descontraída, não é mesmo? E a sala de jantar, por sua vez, é onde a refeição de fato vai acontecer e a união das pessoas é fortalecida.

Para ajudar você a ter boas ideias e colocá-las em prática com charme e personalidade, levantamos os principais tópicos que para atentar na hora de montar sua sala de jantar integrada com a cozinha.Continue a leitura e descubra tudo sobre o tema.

Como integrar os ambientes?

Para integrar os ambientes é preciso deixar bem explícito visualmente que eles estão em harmonia, que ali naquele espaço há duas funções interagindo. Há uma série de alternativas para organizar os dois cômodos com essa lógica. Veja a seguir.

Avalie a estrutura do local

O primeiro e indispensável passo é avaliar a estrutura da residência, caso seja necessário derrubar paredes. Contrate um engenheiro ou um arquiteto para analisar o que é possível ser feito, sem arriscar a sustentação da casa. Em apartamentos isso é ainda mais importante.

É comum haver pilares de sustentação entre esses cômodos e não pense que eles serão empecilhos para a integração. Essas paredes podem se tornar ótimos pontos para abrigar quadros decorativos, estantes e até um espelho, que ajuda a ampliar o ambiente.

Dica: Descubra por que você deveria investir em armários planejados

Use o mesmo piso nos dois espaços

A ideia é demonstrar visualmente uma continuidade do espaço, então você deve eliminar as possíveis divisões, como um piso na parte que é cozinha e outro na parte que é a sala de jantar. Prefira um mesmo material, que além de não criar divisões muito fortes, dá a sensação de amplitude no ambiente.

Escolha bem as cores

As cores são poderosos elementos da decoração e podem ser também utilizadas para promover a ideia de espaços vinculados. O recomendado é que você trabalhe a mesma tonalidade na área inteira e ouse nos detalhes. Se a ideia é integrar, é preciso selecionar a paleta de cores pensando na sala de jantar e na cozinha como um ambiente único.

Caso o espaço seja pequeno, opte por cores claras, iluminação mais forte e insira espelhos para dar a sensação de que há ainda mais espaço.

Prefira os móveis planejados

Para escolher os itens que vão compor a decoração, devemos usar a mesma lógica das cores: pensar nos dois lugares como um só. Nesses casos, os móveis planejados são seus grandes aliados, pois serão desenvolvidos exatamente na medida da necessidade e de acordo com a proposta do seu projeto de decoração. A harmonia visual é muito maior do que se você comprar peças separadas e depois tentar vinculá-las.

No banner abaixo saiba a importância de um serviço de qualidade, os custos envolvidos e dicas para a escolha do profissional!

Não exagere nos objetos decorativos

Na hora de escolher os artigos de decoração, vale a máxima de que “menos é mais”. Isso porque o produto final é um único espaço com duas funções. Portanto, o mobiliário já é considerado, assim como os aparelhos e itens típicos dos dois cômodos.

Dessa forma, se você encher de porta-retratos, caixas, enfeites e outros materiais, o ambiente fica pesado visualmente e causa um efeito de desorganização e abafamento. Faça escolhas estratégicas e garanta um visual equilibrado.

Fique atento à limpeza e manutenção

Você precisa atentar para a limpeza e manutenção do espaço. Leve em consideração o padrão de alimentação da sua família, pois como os dois ambientes estão integrados, o cheiro de comida vai circular — se a fritura é constante, considere mais um dificultador da limpeza.

Duas dicas são essenciais para manter o ambiente limpo:

  • instale uma coifa para captar as gorduras e o cheiro da preparação dos alimentos;

  • para uma rotina de faxina mais prática, dê preferência aos pisos e materiais impermeáveis e que suportam produtos de limpeza mais pesados;

  • evite ao máximo o excesso de fritura, para conservar os móveis e artigos da decoração. O ambiente agradece (e a saúde também).

Quais as vantagens de se ter a sala de jantar integrada com a cozinha?

Agora que você já sabe os passos principais, é hora de pensar no porquê de integrar os dois ambientes. Muito mais que um visual contemporâneo e bonito, você obtém:

  • ampliação do ambiente da sua casa, que sem paredes fica maior e com mais áreas de circulação;

  • estímulo à convivência e troca de experiências em família, pois é possível conversar e realizar outras tarefas enquanto a refeição é preparada;

  • otimização e organização do espaço;

  • melhora na iluminação e na ventilação da residência, entre outros benefícios.

Dica: Decorador, arquiteto e designer de Interiores: qual contratar?

Por que contar com uma assessoria especializada?

A forma mais segura de dar asas à sua imaginação e deixar sua casa como você sempre sonhou é contar com o apoio de profissionais especializados. A segurança, nesse contexto, está relacionada à estrutura física do imóvel, como discutimos acima, e ao viés estético da obra.

Uma equipe de especialistas é capaz de tornar suas ideias ainda melhores, otimizar os recursos e aproveitar espaços, materiais e oportunidades que só um olhar técnico identifica. E tudo isso com base no estilo e nas preferências dos moradores da casa. É um investimento importante e que trará um resultado profissional.

Você já deve estar imaginando como vai ficar seu lar com a sala de jantar integrada com a cozinha, não é? Com as dicas que levantamos você já está pronto para soltar a imaginação e partir para a obra.

Por mais que seja uma tendência do momento, as salas e cozinhas integradas sempre estiveram presentes nos imóveis e agora ganham uma nova roupagem, mas contemporânea e charmosa. Mãos à obra!

Gostou das nossas dicas para deixar sua casa ainda mais bonita e personalizada? Curta nossa página no Facebook e confira muito mais dicas e novidades.

Share: