A princípio, decorar a casa pode parecer uma missão fácil e quase intuitiva. Puro engano! Essa tarefa é prazerosa, mas simples não é. Na verdade, é um desafio deixar a residência bonita, harmoniosa, organizada e com a cara do dono. Hoje em dia, as casas e os apartamentos são muito padronizados e, por vezes, o tamanho é limitado e os acabamentos são básicos. Isso torna a decoração ainda mais desafiadora!

Na empreitada de decorar o imóvel e no afã de acertar, muitas pessoas acabam cometendo erros decorativos graves. Gafes aparentemente inofensivas podem comprometer não apenas a estética dos ambientes, como também, a funcionalidade dos espaços.

Para que problemas como esses não aconteçam no seu lar doce lar, confira a nossa lista com os 8 erros de decoração mais comuns e fuja deles custe o que custar. Vem com a gente!

Desconsiderar o planejamento

O ponto de partida para qualquer decoração é o planejamento. Deixar de planejar a decor é um erro comprometedor, pois a falta de planejamento impede que os ambientes fiquem como você sonhou, além de aumentar significativamente as chances de exceder o orçamento.

Por outro lado, quando você planeja detalhadamente o que será feito em cada espaço, é possível avaliar as combinações com calma, ter uma real noção de como ficará o espaço, estipular as prioridades, definir um estilo a ser seguido e, se necessário, dá para mudar de ideia antes de comprar/colocar os objetos no ambiente.

Incluir muitas informações no ambiente

Um dos erros mais frequentes e prejudiciais de decoração é incluir muitas informações no ambiente. A mistura de estampas, cores, estilos e texturas é bem-vinda, desde que haja um equilíbrio e uma coerência nas escolhas. Colocar tudo no mesmo espaço, sem nenhum critério, pode gerar poluição visual e deixar o cômodo cansativo.

De fato, existe uma enorme (e atrativa) variedade de opções disponíveis no mercado, o que aumenta a indecisão na hora de escolher a decoração da casa. No entanto, é preciso estabelecer o foco e seguir o conceito pré-determinado para não se perder diante das infinitas possibilidades.

Definitivamente, é um erro colocar uma grande quantidade de almofadas, quadros, esculturas, souvenires, tapetes e bibelôs no ambiente. A regra do “menos é mais” deve nortear o seu projeto.

Negligenciar a praticidade e a funcionalidade

Outro erro gravíssimo, que pode colocar até a mais bela decoração a perder, é negligenciar a funcionalidade e a praticidade. Casas e apartamentos não devem ser somente bonitos. Eles precisam ser práticos, versáteis e funcionais.

Para tanto, o ideal é adquirir móveis versáteis e compactos. Dispense móveis difíceis de limpar e aposte em peças multifuncionais, aqueles famosos móveis 2 em 1, como por exemplo, os sofás que se transformam em camas para acomodar as visitas.

Esse tipo de mobília é perfeito para otimizar o espaço, organizar o ambiente e montar cômodos integrados.

Escolher móveis do tamanho errado

Talvez, um dos maiores erros de decoração seja a escolha de móveis de tamanhos inadequados, já que esse tipo de falha é difícil de corrigir. Comprar móveis grandes demais pode prejudicar o espaço de circulação e fazer com que os ambientes pareçam menores. Adquirir móveis pequenos demais, por sua vez, deixa a decoração desequilibrada e desproporcional.

Para evitar esse tipo de erro, é indispensável medir o local no qual você pretende pôr o móvel. Além disso, é fundamental medir o móvel na loja, para minimizar os riscos da peça não caber na parede, ou simplesmente não passar pelo corredor ou pela porta.

Outra estratégia eficiente para não ter problemas com as medidas dos móveis é investir em mobília planejada.

Exagerar no paisagismo

As plantas podem trazer vida e alegria para os espaços, mas os exageros paisagísticos impactam negativamente a decoração, beirando o mau gosto. A casa, em si, não é um jardim, tampouco uma floresta. Use as plantas com moderação!

Por falar em plantas, se você optar por versões artificiais, procure usar as mais realistas possíveis. E, se a sua escolha for por plantas naturais, não deixe de escolher as ornamentais de baixa manutenção. Desse modo, você vai acertar em cheio!

Deixar de definir um estilo

Quando você deixa de definir o estilo da decoração, das duas uma: ou você vai passar uma imagem de que não sabe o que quer ou vai transmitir a ideia de que gosta de tudo. Isso significa que a falta de definição do estilo decorativo remete à falta de personalidade e isso fica traduzido nos ambientes.

Para compor uma decoração original e que tenha a ver com o dono da casa, é preciso levar em consideração os gostos, a idade, o lifestyle dos moradores e o estilo de decoração que combine com a personalidade das pessoas que moram na casa. Isso cria uma atmosfera agradável, acolhedora, única e cheia de identidade.

Se o dono da casa segue a linha clássica, é uma verdadeira incoerência montar uma decoração rústica, industrial ou moderna, concorda?

Expor os fios dos aparelhos

Eis aí um erro que boa parte das pessoas comete. Deixar aquele emaranhado de fios à mostra prejudica demais o visual da residência e faz com que a casa pareça desorganizada e desleixada.

O ideal, para evitar esse erro, é usar organizadores de fios e cabos, diminuir o tamanho dos fios e usar os próprios móveis para esconder a fiação. Os painéis, por exemplo, cumprem essa função com maestria.

Fazer rebaixamento de gesso em ambientes pequenos

Tudo bem que a depender do lugar, os rebaixamentos de gesso ficam bonitos e elegantes, mas, em casas pequenas e ambientes com o pé direito baixo, esse recurso não é indicado. As famosas sancas podem fazer os espaços parecerem menores do que realmente são, além de criarem o efeito de achatamento visual.

Outros erros comumente cometidos na decoração de imóveis compactos consistem no uso de cores muito escuras, mobília grande demais, falta de espelhos, usar pisos diferentes em cada ambiente, iluminação deficiente e distância muito pequena entre os móveis. Deve haver, no mínimo, 90 cm de espaço entre um móvel e outro para que o trânsito de pessoas não seja afetado.

Viu quantos erros são cometidos na decoração de casas? Você comete ou já cometeu alguma dessas falhas? Compartilhe as suas opiniões e as suas experiências conosco!

Share: